FIFEIROS, Tudo sobre Fifa 18 tutorial, dicas, novidades e comprar Fifa 18 coins

São Paulo não sabe o que fazer com a bola, e defesa volta a errar

A derrota de 2 a 1 para o Bahia, neste domingo, em Salvador, foi o sétimo jogo de Dorival Júnior no comando do São Paulo. Em seis deles, incluindo o mais recente, a equipe tricolor teve mais posse de bola do que o rival. E os resultados não foram condizentes com o teórico domínio: três derrotas, dois empates, uma vitória – aproveitamento de 27%.

Com Dorival, o São Paulo só teve menos posse diante do Vasco – e, curiosamente, venceu: 1 a 0. A situação não é exclusiva do Tricolor: este tem sido um campeonato em que times mais fechados vêm se dando bem.

O São Paulo foi a campo contra o Bahia no 4-1-4-1. Com a bola, tinha a aproximação de Jucilei aos zagueiros, e dali ela chegava a Hernanes ou Petros, as figuras centrais da linha de quatro meias – complementada por Marcinho pela direita e Cueva pela esquerda. O sistema permitia que os jogadores ficassem próximos para atacar em conjunto. Nisso, o time funcionou.

O problema foi o resto. A posse de bola (53% no primeiro tempo) não representou superioridade. O setor ofensivo não encontrou soluções, e Pratto teve que abandonar a área repetidas vezes para participar do jogo. Dois chutes colocados (um de Marcinho e outro de Cueva) foram tudo que o Tricolor criou na etapa inicial.

E, para piorar, a defesa (que estava bem postada até então) resolveu entrar em parafuso – não chega a ser novidade. No primeiro gol, o Bahia tabelou com facilidade e contou com marcação tímida de Militão e erro de posicionamento de Arboleda; no segundo, Renan Ribeiro deu passe forçado para Araruna, que foi desarmado e permitiu o avanço baiano até o gol, com a zaga surpreendida, aberta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *